"Absinto" é uma bebida destilada feito da erva Artemisia absinthium. Anis, funcho e por vezes outras ervas compõem a bebida. Ela foi criada e utilizada primeiramente como remédio pelo Dr. Pierre Ordinaire, médico francês que vivia em Couvet na Suíça por volta de 1792.É também conhecido popularmente de fada verde em virtude de um suposto efeito alucinógeno. Absinto, o blog, é um espaço para delírios pessoais e coletivos. Absinte-se e boa leitura.

sábado, 8 de janeiro de 2011

O menino do final do beco


Franzino e de olhos assustados,

Ele não fazia parte do time da rua, 

não tinha bolinhas de gude e não subia em árvores.

Nunca molhou os pés nas poças formadas pelas chuvas.

Eu me encontrava com ele todos os dias na padaria no final da tarde.

Eu comprando pão. Ele balas.

Eu esperava um sorriso. Ele sempre distante.

Um dia o menino chegou não tão menino.

Tinha um jeito diferente e pela primeira vez ousou me olhar.

Senti sua respiração em meus cabelos enquanto falava comigo.

Não sei o que ele disse, nem me lembro o que respondi. 

Apenas repeti palavras desconexas.

O menino sorrindo,

O sorriso dourado.

Levei três meses, quatro dias e cinco noites 
para ter coragem de olhá-lo novamente.

Levamos seis anos, oito meses e sete dias para nos falarmos.

Então, começou a chover. 

E com pés descalços, descemos a Rua Direita de mãos dadas.

Crescer, às vezes, leva tempo. Às vezes, nunca acontece.

20 comentários:

  1. Malu,

    Adorei o texto! Crescer é algo difícil, poucos se dispõe a ir além de si mesmo e crescer.

    Beijos

    Mara

    ResponderExcluir
  2. DO LADO DIREITO DA RUA DIREITA
    (Originais do Samba)

    "Do lado Direito da rua Direita
    Olhando as vitrines coloridas eu a vi
    mas quando quis me aproximar de ti não tive tempo
    num movimento imenso na rua eu lhe perdi

    Cada menina que passava
    para o seu rosto eu olhava
    e me enganava pensando que fosse você
    e na rua direita eu voltarei pra lhe ver".

    Bjs.

    ResponderExcluir
  3. Há coisas que ficam mais belas
    quando falamos assim delas

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Que texto mais lindo Malu!!!
    Crescer às vezes leva tempo. Às vezes, nunca acontece.
    Posso aplaudir? :D
    E a música então...menina, eu não conhecia essa pérola.
    Já adicionei aos meus favoritos do you tube.
    Viajei...
    Beijo grande

    ResponderExcluir
  5. Amei... meninos... meninas...

    voltarei.

    Bj

    ResponderExcluir
  6. Muito lindo o texto. Deu para flutuar com as palavras.
    bjs cariocas

    ResponderExcluir
  7. Um dia os meninos crescem, os olhares antes dispersos se encontram e seguem de mãos dadas pela vida....

    Que musica linda como pano de fundo.
    Parabens pela escolha.

    bjos

    ResponderExcluir
  8. Linda a sua história. Um abraço e votos de um Bom Ano.

    ResponderExcluir
  9. Malu...
    Que delícia de post!
    Essa música eu ouço quase todos os dias...praticamente um mantra pra mim...rsrsrs
    Beijos queridona....

    ResponderExcluir
  10. Guará, não conhecia este samba. Acho que te trouxe lembranças gostosas, não?

    Bjs,

    ResponderExcluir
  11. Rogério, essas lembranças não são de fatos minhas, mas uma licença poética. no entanto, quem não tem uma história assim para contar?

    bjs,

    ResponderExcluir
  12. Que bom Regina, é sempre bom ler suas palavras de incentivo. Sobre a música, realmente vale ir para os favoritos, não?

    Bjs,

    ResponderExcluir
  13. É Lufe, seguem de mãos dadas pela vida, por parte da vida, se separam, às vezes se reencontram ou nunca mais se vêem. Mas o sentimento, este sim, permanece.

    Bjs,

    ResponderExcluir
  14. Um bom mantra, Isis, para o seu momento. Mas espero que em breve você esteja entoando outros, se é que você me entende. :-)

    Bjs e na torcida por você !

    ResponderExcluir
  15. Olá a todos os que vão ler este comentário neste blogue ou noutro muito bom como este. Pois é, estou encantado com todos estes posts bem feitos, quase que desenhados. Pois, eu gostava de fazer igual, mas não consigo. O meu dilema agora é cozinhar… A vida é dura e obrigou-me a morar sozinho, e a cozinha não é de todo o meu local favorito. Mas estou a tentar conhecê-la, mas as aventuras têm sido imensas. Fiz um blog humilde para colocá-las em forma de crónica pouco extensas. Gostava muito que todos vocês o visitassem e se possível o seguissem. É que tentar cozinhar e depois não ser ajudado, é algo muita mau.
    Cumprimentos a todos!

    http://tenhosalfaltamecolher.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  16. M A R A V I L H O S A . um presente ler essa postagem. um abraço

    ResponderExcluir
  17. Gostei, gostei muito. Escrito com uma leveza e um encantamento maravilhosos.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  18. Oi, Malu!

    O texto é muito bonito, poético, e tem uma linda conclusão. É uma música?

    Obrigada por compartilhar.

    Beijos
    Socorro Melo

    ResponderExcluir
  19. Oi Socorro. Não é música não. É apenas um texto meu mesmo.

    No final tem um clip do Paulinho Moska. Aí é música :-)

    Bjs,

    ResponderExcluir