"Absinto" é uma bebida destilada feito da erva Artemisia absinthium. Anis, funcho e por vezes outras ervas compõem a bebida. Ela foi criada e utilizada primeiramente como remédio pelo Dr. Pierre Ordinaire, médico francês que vivia em Couvet na Suíça por volta de 1792.É também conhecido popularmente de fada verde em virtude de um suposto efeito alucinógeno. Absinto, o blog, é um espaço para delírios pessoais e coletivos. Absinte-se e boa leitura.

quarta-feira, 6 de abril de 2011

Deus proteja os meninos e São Francisco proteja meus gatos!


Borrachinhas tiradas da minha bolsa semana passada

Rafael, meu filho de 7 anos, andava sozinho, cabisbaixo. Resolvemos, então arrumar companhia para ele. Um cachorro, disse o pai. Um gato, disse eu. E na briga entre cão e gato, o menino deu o veredicto: Nem um, nem outro. Eu quero é uma tartaruga!


Fomos pesquisar e descobrimos que um jabuti, daqueles grandes, custa uma base de mil reais a licença no IBAMA. Mas o menino queria uma tartaruguinha de água. Essa, custa duzentos e cinquenta. Deixamos a idéia amadurecendo e esquecemos o assunto.


Faz um mês, mais ou menos, que visitamos a casa de amigos que têm três cachorros e três gatos. Todos vivendo muito bem, obrigado. E não é que o menino sentou no chão e foi se engraçar com os felinos?


Vitória da mãe !
Coitada da mãe, eu diria. Meu marido, convencido pela alegria do menino, animou-se e quis arrumar logo duas. Gatas. E eu fui na onda toda feliz. 


Agora ando correndo tomando conta de três filhos! Meu menino tem ataques de Felícia. E as gatas correm o dia todo pela casa. Ah, elas estão muito alegres. Ele também. Eu, nem tanto.


Meu amigo Marco, da Ello Comunicação acabou de publicar no blog da empresa dele um texto sobre Meninos da Eliane Zimmermann e me alertou para o conteúdo.


No texto, a autora fala do famoso bolso de menino que tem de tudo. Aqui em casa não é o bolso. É a minha bolsa que, além de todos os possíveis objetos femininos, abriga fios de plástico, espiral de caderno, papel picado e uma coleção de lacres de latinhas de refrigerante e cerveja. Vai tudo parar na minha bolsa e fica meses sendo carregado. 


E aí de mim quando jogo algo fora. É justo o que ele me lembra de pedir. Como aquela última borrachinha arrebentada de segurar dinheiro e o papel amassado que ele ganhou do homem do estacionamento.


Meu amigo me ajudou neste último. Acaba de me dar uma idéia salvadora para a mãe desalmada: "Diz que guardou com carinho no seu trabalho para se lembrar dele".


Bom, um dia ele vai ler este post. Aí eu vou ter que pagar o analista para ele. Até lá, quem paga o meu?

39 comentários:

  1. Cão e gato
    Qual será o o próximo ato?

    Bj.

    ResponderExcluir
  2. Amiga...
    Não quero te desanimar, mas vc já pensou no que vai fazer quando as duas gatinhas entrarem no cio? Provavelmente vão sincronizar e a serenata será em dose dupla....rsrsr
    De qualquer forma acho mais fácil de criar gatos do que cães.
    Agora de criar filhos, eu não entendo nada...rsrsr
    Beijos e boas negociações com as coleções do seu filho e boas sessões de psicálise pra vc querida...

    ResponderExcluir
  3. Olá Maulu
    Tudo pela alegria do filho. Mas eu escolheria um cachorro, acho mais brincalhões que os gatos.
    Bjux

    ResponderExcluir
  4. Tenho uma gata e um gato, lindos.
    Mas eles é que são os nossos donos.
    Brincam a hora que querem, nos olham de soslaio quando não querem.Pelo menos são autolimpantes e não precisam de petshop. Se não são castradas, castre, senão a casa enche de gatos e elas ficam passeando pela visinhança. Castradas ficam em casa felizes e sem perturbações outras....rs
    Faça uma bolinha pequena com jornal e jogue para elas para o seu menino ver....ele vai adorar.
    O maior problema é quem paga a conta do analista.....rsrsrs

    bjos

    ResponderExcluir
  5. Malu
    Parabéns ao filhote pela escolha, sei que sou suspeita porque tenho 9, 5 gatos e 4 gatas tomam a pílula para não engravidar, os machos se querem fêmea T~em que ir à procura de outras porque as cá de casa não lhe dão hipotese, mas amiga em pilúla em despariazitantes em comida é uma boa renda, para não falar nos 30€ que tive que pagar aos bombeiros a semana passada para me tirarem um de cima de uma árvore, mas o carinho que eu e meu marido temos reconfortante, só por isso vale a pena.
    Beijinho

    ResponderExcluir
  6. Ei Guará, este aí nem preciso falar né? kkk

    ResponderExcluir
  7. Oi Isis, acho que vou... pular pela janela? kkkkkkkkkkk

    Sério, já tive gatas antes. E sei bem o que é um cio. Vou castrar. Já que o tema agradou, digo que a mais velha chama-se Palácio de Jade (Jade) e tem a idade de 5 meses e meio. Ou seja, tá quase lá.
    A outra tem dois meses e chama-se, preparem-se:Sol do Outono da cor do Ouro (Sol).

    Dou um doce para quem descbrir QUEM escolheu os nomes kkkkkk.

    Agora, quanto ao analista, acho ue a conta vai ser minha mesmo. uaua

    ResponderExcluir
  8. Oi Lufe!

    Minha casa anda um festival de bolinhas ! E também tem os cadarços velhos de tênis para elas puxarem. Nunca tive gatos, só gatas.

    Acho esses animais muito carinhosos e inteligentes. Tão inteligentes que mandam na gente.

    Bjim pra ti, amigo,

    ResponderExcluir
  9. Oi Wanderely, meu marido também. Agora adivinha quem está mais curtindo as gatinhas lá em casa?? rss

    Vou te contar uma para vc ficar com a "pulga" atrás da orelha e pensar: será mesmo??

    Meu amigo tem cachorro e ano passado acabou arrumando uma gatinha para as filhas dele. Quando ele levou a gata para a veterinária, ela sorriu para ele e disse: Evoluiu, ein? kkkkkkkk

    Brincadeirinhas à parte, já tive os dois e acho bom animais. Mas relamente prefiro os felinos - decididamente é mais madura a relação uauauau

    bjs,

    ResponderExcluir
  10. Flor, eu acho gato tudo de bom. Fiquei realmente feliz com a escolha do meu filho.

    Mas, há um período de adaptação meio cansativo pq os pequenos acham que podem amassar, jgoar para o alto, apertar.

    Enfim, um bichinho de pelúcia, é o que eles pensam.

    Já pus o meu filho para ver o filme da Felícia. Adiantou um pouco, mas não totalmente.

    bjs,

    ResponderExcluir
  11. ...traigo
    sangre
    de
    la
    tarde
    herida
    en
    la
    mano
    y
    una
    vela
    de
    mi
    corazón
    para
    invitarte
    y
    darte
    este
    alma
    que
    viene
    para
    compartir
    contigo
    tu
    bello
    blog
    con
    un
    ramillete
    de
    oro
    y
    claveles
    dentro...


    desde mis
    HORAS ROTAS
    Y AULA DE PAZ


    COMPARTIENDO ILUSION
    MALU

    CON saludos de la luna al
    reflejarse en el mar de la
    poesía...




    ESPERO SEAN DE VUESTRO AGRADO EL POST POETIZADO DE CHAPLIN MONOCULO NOMBRE DE LA ROSA, ALBATROS GLADIATOR, ACEBO CUMBRES BORRASCOSAS, ENEMIGO A LAS PUERTAS, CACHORRO, FANTASMA DE LA OPERA, BLADE RUUNER ,CHOCOLATE Y CREPUSCULO 1 Y2.

    José
    Ramón...

    ResponderExcluir
  12. haha
    Ri do seu texto aqui imaginando.
    Acho tão gostosa uma casa assim, com filhos, família e bichos.
    Mesmo quando achamos um monte de tranqueiras em nossas bolsas, é a vida pulsando como no seu texto abaixo diz.
    um beijinho carioca

    ResponderExcluir
  13. Oi Malu,que deliccia de texto amei!!!

    Sabe que gosto muito de animais e adotei dois gatos no inicio do ano ,mas tive que doar um ,pois eles faziam muita bagunça e sujeira ,e como o clima daqui e muito rigoroso (NO INVERNO CONGELA,NO VERAO TORRA),temos que criar os bichos dentro de casa,e o espaço e muito restrito.

    Achei engraçado voce falar da bolsa ,sabe que eu tambem tenho tudo que voce possa imaginar na minha bolsa rsrsrs...

    Amei a foto dos gatos na pia ,muito fofos!!!

    bjs

    ResponderExcluir
  14. Muito bom Malu! E eu que quase separei do marido pra ficar com dois filhotes da minha sheepdog? Sabe quais são, né? A Priscilla da TV Colosso, lembra?... 3 tão pequenos que parecem uns pôneis dando bundada em tudo, derrubando coisas (eu inclusive...). Pois é, tenho três e nem criança pequena tenho mais. Fui eu mesma a culpada pelo crime de lesa-lar e lesa-à-mim mesma...dão um trabalhão, mas eu os amo loucamente...beijos, Teu filho não vai precisar de terapia não, nem vc. Vão é dar boas risadas lembrando disso tudo...beijão,

    ResponderExcluir
  15. Malu , amiga que tanto gosto


    Como foi bom te ler , mais uma vez te digo isso , ... Rsrs
    Mas era tudo que precisava pra relaxar e rir um pouco.
    Como mãe ,me identifiquei e passei por tudo isso. Me revi e ao meu filhote , hoje já homem.

    Adorei a sugestão do seu amigo , Muito boa !
    Quem sabe , um dia , possa usa-la com os netos .
    :)

    Bjo Grande com carinho.

    PS:
    Como você , também não estou mais ligando a TV.
    É sofrimento em demasia...

    ResponderExcluir
  16. Oi Beth, A gente quase fica louco, mas é isso que dá sentido à vida, como você bem disse.

    Bom te ver por aqui,

    bjs,

    ResponderExcluir
  17. Oi Gigi, faço idéia a loucura de ter dois gatos em um apartamento + filho e um país como o Japão. Imagino apartamentos pequenos etc.

    Eu aqui moro em casa, tem um pequeno quintal, mesmo com espaço, a bagunça aumentou bastante.

    Mas estamos nos acostumando. rss

    Bjs,

    ResponderExcluir
  18. Oi Rogério,

    Se vc respondeu, eu, eu pago, então fico mais aliviada. OBA!!!!!!!

    Agora, se não der para contratar um analista profissional, a sua presença nos meus post já deixa a minha existência mais feliz. Obrigada pelo apoio rss

    Um abraço,

    ResponderExcluir
  19. Oi Glorinha,

    E não é que você tem razão? Vamos dar boas risadas, como espero que as pessoas que leram este poste tenham dado. rss

    Beijo grande,

    PS Cadê a libélula?

    ResponderExcluir
  20. Oi Malu, são histórias que não vamos nos esquecer jamais, não é mesmo?

    Sobre o ocorrido no Rio, meu coração está de luto hoje. Acho que a terceira vez este ano. Ano difícil 2011 para o planeta.

    Um beijo enorme para vc, minha querida amiga,

    ResponderExcluir
  21. Olá Jose Ramon,

    Seja bem-vindo ao Absinto. Obrigada pela poesia e pelo convite. Estou indo lá.

    Um abraço,

    ResponderExcluir
  22. Olha eu não tenho essa quantidade de gente nem de bicho na minha casa. Acho divertido, mas acredito que iria precisar de uma analista tb. kkk
    Mas, confesso que sinto falta de gente e bicho em casa.
    UM bJS
    http://tudoparamulher-tpm.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  23. Animais em casa é sempre bom, pois normalmente nos alegram.
    Falando da sua bolsa, quanto elástico!...

    ResponderExcluir
  24. Olá Malu!
    Vim te conhecer atraves do blog da outra Malu rs, a querida do Cadinho de poesia.

    Olha adorei seu cantinho e seu post. As vezes os filhos nos deixam preocupadas né? E haja psicologia e tentativas pra ajeitar td. Tb vivo contando as peripecias dos meus filhotes no meu blog.

    Agora volto mais vezes ta?

    Abraços e bom finde pra vc!

    ResponderExcluir
  25. Amiga,

    Quem diria o Paulo deixando duas gatas entrarem na casa e você reclamando!!!!!!!!!!!!rsrsrs. Mas, pode falar Rafael é realmente filho de Malu e afilhado de Mara.

    Beijos

    ResponderExcluir
  26. Bom dia.
    Eu tenho quatro gatinhos. Duas são fêmeas. O único trabalho é que as duas não se dão bem.

    Eu preciso ficar o tempo todo, separando-as.

    Adorei essa foto na pia. É um show!!

    Um abraço.
    Maria Auxiliadora (Amapola)

    Estou lhe seguindo.

    ResponderExcluir
  27. A minha bolsa também tem de tudo.

    ResponderExcluir
  28. Pois é Élys,

    Falta só o dinheiro hehe.

    Bjs,

    ResponderExcluir
  29. Oi TPM, quando eu morava sozinha, chegava em casa e ligava som ou tv. Hoje sinto a sonhar com um silêncio prolongado. rss

    Mas confesso que quando o silêncio acontece, dá uma saudade danada do barulho rss Ou seja, chamem o analista correndo!!

    Bjs,

    ResponderExcluir
  30. Olá Mi Satake,

    Obrigada pela visita. Seja sempre bem-vinda no Absinto. Vou conhecer o seu espaço.

    Vc me lembrou aquela frase horrível: Crianças, para que tê-las? Mas se não há temos, como sabê-lo?

    Bom, eu estou muito feliz e elouquecida com o meu. Na medida certa.

    ResponderExcluir
  31. Ei Comadre!

    Quem diria, EU Deixando DUAS GATAS dormir com o meu marido kkkkkkkkkk

    Brincadeirinha,7

    Mas olha que o menino é manso, menina? Puxou a dinda. rss

    Bjs,

    ResponderExcluir
  32. Oi Amapola, obrigada pelo seu comentário.

    As minhas aqui se estranharam só nos dois primeiros dias.

    Me deram uma dica muito legal. Pega um pano, esfrega numa gata e depois esfrega na outra. Assim, elas vão pegando o cheiro uma da outra e vão se aceitando.

    vale tentar, não é?

    Bjs,

    ResponderExcluir
  33. Malu,

    A minha bolsa é igual à tua. Incrível isso! Lotada de flores que ficaram secas, pedrinhas e uns objetos minúsculos que devem estar em local bem seguro...

    De vez em quando, faço faxina, mas, somente quando estou sozinha...

    Já tive 4 gatos. Menina, prepare-se!

    Beijos,

    Suzana/LILY

    ResponderExcluir
  34. Ah, você já entende de gatos, acabei de ler.

    Então, já sabe como é. Atualmente, não tenho bichos dentro de casa, e nem quero. Sofremos muito quando os temos ( e também quando os perdemos) porque nos apegamos a eles. No meu caso, eu ia viver num outro país e meus filhos têm rinite alérgica (o pediatra não gostava nem um pouco do convívio entre eles, meus filhos e os gatos, mas quando os gatos chegaram, eu só tinha um filho e nem sabia do problema de alergia dele...). Hoje, fica um sentimento doído no peito.

    Na infância, minha irmã arrumou um cachorro que viveu 18 anos, e era parte integrante da família. O fim dele foi muito triste... e minha irmã depois inventou de colecionar cachorros... hoje, um problema. Bom, assunto 'animais de estimação' é algo que evito... mas a fotografia delas na pia, me fez lembrar algo... É isso! Desculpa a extensão dos comentários.

    Suzana/LILY

    ResponderExcluir
  35. "bolso de menino que tem de tudo"
    e imaginação qeu nos toma e nos faz menos carentes de vida

    ResponderExcluir
  36. "bolso de menino que tem de tudo"
    e imaginação qeu nos toma e nos faz menos carentes de vida

    ResponderExcluir
  37. "bolso de menino que tem de tudo"
    e imaginação qeu nos toma e nos faz menos carentes de vida

    ResponderExcluir
  38. As crianças deveriam todas ter essa aprendizagem. Torna-(n)os seres muito melhores.Um xi.

    ResponderExcluir