"Absinto" é uma bebida destilada feito da erva Artemisia absinthium. Anis, funcho e por vezes outras ervas compõem a bebida. Ela foi criada e utilizada primeiramente como remédio pelo Dr. Pierre Ordinaire, médico francês que vivia em Couvet na Suíça por volta de 1792.É também conhecido popularmente de fada verde em virtude de um suposto efeito alucinógeno. Absinto, o blog, é um espaço para delírios pessoais e coletivos. Absinte-se e boa leitura.

quarta-feira, 28 de agosto de 2013

Adélia Prado



Ontem fui assistir a uma palestra aqui na minha cidade com a escritora mineira Adélia Prado.
O que dizer. Passaria a noite toda ouvindo aquela voz doce, ao mesmo tempo firme, falando sobre a vida. Parecia que falava para mim. Parecia que falava para cada um em particular.

Adélia tem o dom da fala e da escrita. Aquela magia que nos envolve e nos toca lá na alma.
Cada gesto, cada palavra, um fio que se desenrola na experiência de quem já viveu e aprendeu.
Embora a sabedoria, saibamos, chega com os anos, quando Adélia fala, parece que nasceu assim. Sábia.
 E falou do amor. Do amor feminino, do amor de homem e mulher, de mãe e filho. E falou do amor presente no cotidiano da vida. Como em sua poesia, Adélia tem o dom de colorir os detalhes. E todo o simples fica belo.

Não sabia que a autora era tão religiosa. Católica, respeitosa de todas as crenças (até na crença dos ateus que cultuam a não crença), falou de fé e de esperança e de tolerância com as falhas de quem se ama. “Como seria bom casar com aquele pianista maravilhoso. A mulher se casa e na vida dividida descobre que ele tem o péssimo hábito de fazer bolhinhas com o miolo do pão". "Que vida chata a da rainha da Inglaterra, tendo que se preparar todos os dias para inaugurar creches". "A vida tem sentido nas coisas diárias, no descascar batatas, no lavar banheiros, no servir. Quando temos um sentido na vida, tudo ganha significado”.

Como boa virginiana, sempre me ative ao brilho dos detalhes, mas ando carente de outras crenças na humanidade. Ora acredito, ora desejo sumir do planeta. Sentimentos comuns para uma vida moderna em que não existe uma via única a escolher, mas uma multiplicidade de escolhas que, por vezes, nos estagna.

Ando mais para a melancolia de Rachael Jardim do que para a fé e a esperança de Adélia Prado. De qualquer maneira, sinto que ontem renasci mais um pouco. Obrigada Adélia.

Deixo aqui um pouco de sua poesia

Solar

Minha mãe cozinhava exatamente
arroz, feijão-roxinho,
molho de batatinhas.
Mas cantava.

Ensinamento

“Minha mãe achava estudo
a coisa mais fina do mundo.
Não é.
A coisa mais fina do mundo é o sentimento.
Aquele dia de noite, o pai fazendo serão,
ela falou comigo:
“Coitado, até essa hora no serviço pesado”.
Arrumou pão e café , deixou tacho no fogo com água quente.
Não me falou em amor.
Essa palavra de luxo.

Com licença poética

Quando nasci um anjo esbelto,
desses que tocam trombeta, anunciou:
vai carregar bandeira.
Cargo muito pesado para mulher,
esta espécie ainda envergonhada.
Aceito os subterfúgios que me cabem,
sem precisar mentir.
Não sou tão feia que não possa casar,
acho o Rio de Janeiro uma beleza e
ora sim, ora não, creio em parto sem dor.
Mas o que sinto escrevo. Cumpro a sina.
Inauguro linhagens, fundo reinos
— dor não é amargura.
Minha tristeza não tem pedigree,
Já a minha vontade de alegria,
sua raiz vai ao meu mil avô.
Vai ser coxo na vida é maldição pra homem.
Mulher é desdobrável. Eu sou.
 

8 comentários:

  1. Puxa, imagino como deve ter sido legal! Ela é o máximo! beijos,chica e lindo dia!

    ResponderExcluir
  2. Sempre é bom ouvir a experiencia. Isto muito nos acrescenta.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Eu vi a rápida entrevista no MGTV. Ela falou pra repórter que não gosta desse negócio de palestra não, mas que sabe que é importante o contato com o público, porque envolve o sentimento. Achei interessante essa colocação.

    ResponderExcluir
  4. ela é maravilhosa. poder ouvi-la e estar perto é um privilégio. não sabia desse lado religioso dela tb...

    ResponderExcluir
  5. Malu claro que não conheço Adélia (tem o meu nome) mas por o que li, fiquei com o desejo de conhecer, ouvir tais palavras, pois parece ser realmente uma pessoa que transmite sentimentos muito fortes e até uma certa tranquilidade.
    Obrigada Malu pela partilha

    beijinho e uma flor

    ResponderExcluir
  6. Olá!!!, Deus te abençoe, amiga o seu blog é ótimo sucesso, já estou te seguindo, Aguardando Retribuição.
    Canal Youtube: http://www.youtube.com/NekitaReis
    Blog: http://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir