"Absinto" é uma bebida destilada feito da erva Artemisia absinthium. Anis, funcho e por vezes outras ervas compõem a bebida. Ela foi criada e utilizada primeiramente como remédio pelo Dr. Pierre Ordinaire, médico francês que vivia em Couvet na Suíça por volta de 1792.É também conhecido popularmente de fada verde em virtude de um suposto efeito alucinógeno. Absinto, o blog, é um espaço para delírios pessoais e coletivos. Absinte-se e boa leitura.

domingo, 11 de agosto de 2013

É preciso as cinzas para germinar





Um dia a gente acorda, sai para trabalhar e no meio do expediente se pergunta: o que estou fazendo aqui? Acho que você que está me lendo já deve ter passado por isso alguma vez, ou duas, ou sempre.

Aí chega uma hora em que ou você larga tudo ou simplesmente enlouquece. Eu não larguei tudo, por isso me sinto enlouquecendo. Há anos. Envolta em milhares de “e se” , mestra na arte de ponderar e de esperar.

Uma manhã qualquer você acorda e se acha feia, vazia, um nada. Então é hora de realmente fazer faxina na alma. Mas não é tarefa fácil essa não. Tem coisas arraigadas, pré-conceitos, a tão sonhada e tão aprisionadora estabilidade que nos promete uma certeza em um mundo que é feito de incertezas.

De um terreno em cinzas é que brotam sementes, trazidas pelo não-pensamento, o tempo livre, o pseudo-ócio, o vento do norte e os pássaros do oeste.

A ousadia não pede planejamento. Antes, precisa ser vivida. Como se lançar em um terreno fértil e ainda não trabalhado. Se desconstruir para reconstruir.

Porque a vida é curta. E, pelo menos nesta minha existência, uma só.

9 comentários:

  1. Se desconstruir para reconstruir. é uma grande verdade. a organização só vem depois da desorganização, pois todos os materias precisam estar soltos, à mão, disponíveis, para serem novamente moldados.

    vamos em frente! novos momentos, novas idéias, novos rumos, é renascer.
    bjs

    ResponderExcluir
  2. Profundo e muito lindo esse texto! beijos,linda semana,chica

    ResponderExcluir
  3. É preciso esvaziar-se de ideias Alexandre, para que um novo caminho nos apareça, claro e límpido, a ponto de nos perguntarmos como é que nunca tínhamos percebido ele ali, tão ao nosso alcance. Obrigada pelo carinho, meu amigo.

    ResponderExcluir
  4. Obrigada, Chica. Boa semana para nós.

    ResponderExcluir
  5. Malu, amei ! Perfeito! É assim mesmo. O bom é que a gente pode ponderar e não pirar... A solução? Não sei se encontramos todas !

    ResponderExcluir
  6. Malu, amei !!!!!!!!!!!É assim mesmo! O bom é que podemos ponderar e não pirar. Respostas? Não sei se encontraremos todas ...

    ResponderExcluir
  7. Querida, de quando em quando é a tempestade que nos movimenta, mesmo que a duras penas... Lembre-se que águas estagnadas tendem a ser insalubres... Navegar é preciso, sempre, nem que seja para "arejar"...

    ResponderExcluir
  8. "De um terreno em cinzas é que brotam sementes"
    Concordo plenamente, no meu caso foi tentar escrever poesia rs

    Abraço!

    ResponderExcluir
  9. Não se deve deixar de fazer tudo para ser feliz por preconceitos, muito menos por medo, ai que ir em frente, a vida é um brinde que requer atenção.
    Força muita Malu ai que ser feliz.

    beijinho e uma flor

    ResponderExcluir