"Absinto" é uma bebida destilada feito da erva Artemisia absinthium. Anis, funcho e por vezes outras ervas compõem a bebida. Ela foi criada e utilizada primeiramente como remédio pelo Dr. Pierre Ordinaire, médico francês que vivia em Couvet na Suíça por volta de 1792.É também conhecido popularmente de fada verde em virtude de um suposto efeito alucinógeno. Absinto, o blog, é um espaço para delírios pessoais e coletivos. Absinte-se e boa leitura.

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Minha idéia é meu pincel - Águas de Contenda

Georgia O'Keefe - The Waterfall 



Quem vê em mim uma pessoa mansa


Digo que sou mansa como as tempestades


Quem vê em mim tranqüilidade


Digo que sou correnteza brava


Engana-se quem em mim pousa os olhos e vê quietude


Nada em mim é constante


O que me instiga é a possibilidade de mudança


Quando ela não chega, eu a invento


Altero percurso e sigo em meus devaneios


Ansiosa


Para depois quedar lânguida nos braços de quem me ama.

39 comentários:

  1. OLá Malu,
    Gostei bastante do poema, aí disse o que é, uma cascata de água à procura de um lago que a abraçe!
    Beijinhos,
    Manú

    ResponderExcluir
  2. Lindo poema Malu! "nada em mim é constante o que me instiga é a possibilidade de mudança" revi-me a 100% nestas palavras!
    Namasté!

    ResponderExcluir
  3. Malu

    Li com atenção o seu poema e a sua reivindicação da sua natureza. Gostei muito.

    Abraço

    António

    ResponderExcluir
  4. Olá Malu!
    Eu gostei demais da leitura que fez dessa tela.
    Também me vi andando por entre as suas palavras...
    Achei genial:
    "Engana-se quem em mim pousa os olhos e vê quietude
    Nada em mim é constante
    O que me instiga é a possibilidade de mudança
    Quando ela não chega, eu a invento"
    Parabéns.
    Um beijo
    Astrid Annabelle

    ResponderExcluir
  5. Personalidade perfeita, sem comodismos, ou bobagenzinhas, bravo!
    Bjs.

    ResponderExcluir
  6. Malu, lindamente pintada a tua ideia!
    Amei teu poema...eu tb sou a água turbulenta e o que me instiga é a mudança, o constante mover-se das águas que passam em mim. Amei! beijos,

    ResponderExcluir
  7. Excelente, Malu.
    Ver-se como a água turbulenta, que percorre caminhos e desemboca nos braços do amado, muito poético.

    Adorei!
    bom dia

    ResponderExcluir
  8. OLá, queirda Malu
    Vc descreveu de uma maneira tão detalhada o que sentimos alternar em nós. Muito bom!!!
    Alegre-se!!!
    Com O'keef encantamos... "seduzimos"... embelezamos o mundo...
    Muita paz no dia de hoje!!!
    Bjs

    ResponderExcluir
  9. Beleza de poesia, de participação e interação!
    beijos cariocas

    ResponderExcluir
  10. Malu!!! Eu amei a sua poesia fazendo a analógia entre ti e as águas.
    Lindas palavras para descrever-te.
    Um grande beijo

    ResponderExcluir
  11. Oi, Malu!

    Belo poema! Adorei. Na verdade toda possibilidade de mudança nos instiga, e nos faz reinventar a vida, mas, a conclusão foi fantástica. Parabéns!

    Socorro Melo

    ResponderExcluir
  12. Poética forma de se mostrar com a correnteza em busca de novos caminhos e intensidade de ser e amar.
    bjs

    ResponderExcluir
  13. Malu,

    Se engana quem acha que um primeiro olhar é capaz de definir alguém.
    Também sou assim, alguns me vê mansa, mas sou como mar revolto...
    Ficou linda sua poesia!
    Bjos

    ResponderExcluir
  14. O que te instiga é a possibilidade de mudança
    Quando ela não chega, tu a inventas?

    Digo-te poeta
    Não precisas mais inventar
    A mudança não tarda
    está mesmo aí a chegar

    ResponderExcluir
  15. Querido Rogério, a mudança por vezes nos traga! Leva tudo.

    Mas quando a vida ando meio convencional, ô coisinha chata! rss O que dizer, somos mesmo seres inconstantes!

    Bj,

    ResponderExcluir
  16. Gente, obrigada pela visita de todos. Ando enrolada por aqui. Mais tarde tento retribuir.

    bjs,

    ResponderExcluir
  17. Malu, mas é tão bom ler o que você escreve!!!
    Que dom você tem minha amiga...
    Lindo demais.
    Beijão

    ResponderExcluir
  18. Malu , amiga que amo ler !!!


    Você me fez rir com seu comentário , ...Rsrs

    Você que sempre brinda à todos com poesias , textos belíssimos.
    A Poesia está contida é em seu ser , amiga.
    Ela te é intrínseca !

    Eu apenas devanio , ...Rsrs


    Bjo Imenso e uma Linda Noite !

    ResponderExcluir
  19. Malu, querida, Vou lá no se blog te responder, viu.

    ResponderExcluir
  20. Regina, vc sempre carinhosa, obrigada.

    ResponderExcluir
  21. Que bonito, malu!
    "O que me instiga é a possibilidade de mudança
    Quando ela não chega, eu a invento
    Altero percurso e sigo em meus devaneios
    Ansiosa
    Para depois quedar lânguida nos braços de quem me ama."

    Águas se movem constantemente mesmo, e desembocam sempre no seu destino!
    Que água bonita é vc!
    Gostei muito!!!
    Ahhh... aproveito para informar que TEM SORTEIO LÁ NO CLUBE!
    QUERO MUITO QUE VC PARTICIPE!
    VAI LÁ!
    Bjs

    ResponderExcluir
  22. O belo da vida é todos olharem a mesma obra e ver mundos diferentes, beijo Lisette.

    ResponderExcluir
  23. Malu , amiga querida,
    Olha eu aqui de volta te respondendo, ...Rs


    Eu não ri do que disse , apenas sorri feliz, ...RsRs

    Só posso é ficar contente e envaidecida com suas palavras ...
    Pra mim foi um grande Elogio.

    Que bom que passo coisas boas , isso faz tudo valer a pena ...


    Bjo Grande!

    ResponderExcluir
  24. oi minha linda. que delícia viajar por seu blog. que encanto tantas palavras suaves. adorei tudo que vi. O premio Dardos foi muito mais que merecido. Parabéns. Seu blog é um encanto. Meu humilde bloguinho estará sempre à sua disposição. Volte mais vezes, será muito bem vinda.

    ResponderExcluir
  25. Mudança é movimento. Na sua bela poesia há sensibilidade e sentimento, Malu. Parabéns!! Belíssima participação!! Beijos, boa noite :)

    ResponderExcluir
  26. Que beleza Malu.

    A sua descrição é instigante, nos leva a descobrir todo o percurso que te leva ao remanso....

    bjo

    ResponderExcluir
  27. "O que me instiga é a possibilidade de mudança, quando ela não chega, eu a invento". Perfeito!!! Como me identifico com isso também. Uma linda participação! Bjos

    ResponderExcluir
  28. Malu,

    Perfeito! Em cada palavra ao se entrelaçar na outra. Identifiquei-me!

    E sempre grata surpresa passear por tua páginas...

    Vi teu email, obrigada, mais ainda não tive tempo. Estou pesquisando a poética erótica e resultou num outro Blog que a convido a conhecer, uma outra casa!
    Fiz um slideshow que deu uma trabalhão, mas acredito ficou muito bonito!

    http://poemasselecionadosannamorim.blogspot.com/

    Beijos,

    ResponderExcluir
  29. Tua participação ficou linda e muito bem isnpirada.Gostei da tua leitura da tela! beijos,lindo dia,chica

    ResponderExcluir
  30. Pela sede, aprende-se a água ,pelo seu lindo poema aprende-se a amar.

    Um abraço.

    ResponderExcluir
  31. Olá Malu!! Muito legal o seu poema sobre como o outro te vê e como olha a si mesma! Obrigada pela visita no Acolher com Amor. Sigo-te. Bjuss

    ResponderExcluir
  32. Sou as duas águas...
    Depende do momento!

    Gostei de teu poema!

    bjo

    ResponderExcluir
  33. Lu, adorei sua abordagem, realmente turbilhões de emoções.
    Obrigada por sua visita, bjo!

    ResponderExcluir
  34. Oi Malu
    Muito bonita a sua poesia, onde você se coloca por inteiro.
    Somos todos, constante mudança.
    Quedar-se nos braços de quem se ama é extremamnete prazeiroso.

    Obrigado pela sua visita ao meu blog.
    Virei, aqui outras vezes. Gostei muito deste seu cantinho, por isso já estou lhe sguindo.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  35. po parabéns! tem intimidade com as palavras!

    ResponderExcluir
  36. Querida Malu, mais uma vez você me surpreende. Como poucos, você consegue mostrar o que vai na alma com sensibilidade e talento. E não somos mesmo lagos plácidos ao olhar dos outros, mas com redemoinhos que só aqueles que se aprofundam chegam a conhecer? Parabéns por captar e explicitar sentimentos que são de muitos!

    ResponderExcluir
  37. Leia o regulamento do sorteio, lindona. Quero você na primeira fila participando.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  38. Se focou bastante na mudança, mas isto apenas reforça o que penso da arte, pois cada um a aprecia de acordo com as próprias experiências...

    Fique com Deus, menina Malu Machado.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  39. Andei por aqui passeando e neste post e como diz o povo, as aparências iludem... quem me conhece mal também pensa que sou incapaz de partir um prato mas quando me cheira a injustiça... sou capaz de partir a loiça toda lol
    Acho muito comum, as pessoas engarem-se a nosso respeito, raras são aquelas que conseguem atravessar o exterior e ver, com olhos de ver, quem está do outro lado :)

    Bjos

    ResponderExcluir